Free Porn
xbporn
- Publicidade -

DRÁCULA, CHICA DA SILVA, WALLY | Charanga dos Artistas anuncia homenageados de 2018

Charanga dos Artistas chega a décima oitava edição este ano

“A Charanga dos Artistas é o Carnaval da família, onde temos presentes de zero a 100 anos, brincando juntos e com muita alegria. Até hoje nunca tivemos um problema, brigas, conflitos”. A fala é de Anésio Avelar, coordenador da Charanga,  sobre o evento que chega à 18ª edição neste ano, com 19 grupos participantes.
Tantos anos de história mostram a evolução da Charanga. Em 2001, ano de fundação, eram apenas sete grupos participantes, com temas que estavam ligados apenas a Poços. Com mais que o dobro de participantes da edição inicial, o Carnaval 2018 tem homenageados de todo o país. O evento, segundo Anésio, é o resgate da cultura popular no Carnaval de rua. As marchinhas que animam a Charanga ficam por conta do Maestro Miguelzinho e da banda Master Show.
Programação da Charanga se estende por todos os dias do Carnaval

Aos artistas fica a tarefa de animar o público com danças e performances, além dos figurinos, que são um espetáculo à parte. Na programação deste ano, tem Charanga todos os dias no parque José Affonso Junqueira, das 16h às 19h, além de cortejo pelas ruas centrais, que termina na Praça Dom Pedro II (Praça dos Macacos), onde o público é recebido com a banda Frevo na Fubica.
A Charanga dos Artistas estará presente também na abertura do Carnaval, sexta-feira (9), com entrega da chave da cidade ao Rei Momo e cortejo pela rua Assis Figueiredo, às 18h30. No sábado (10), tem concurso da Charanguete, que elege, dentre o público, e pelo voto popular, quem será a Charanguete 2018. Domingo (11) o concurso da Baranga da Charanga escolhe um representante entre os artistas.Para encerrar, na terça-feira (13),  tem concurso de fantasias entre os artistas.
Centenário da música ‘Tristeza do Jeca’ é uma das homenagens deste ano (foto: divulgação)

Serão nove bonecões, com diversos temas. Os homenageados são  Jeca, celebrando o centenário da canção “Tristeza do Jeca”, Chiquita Bacana, em alusão aos 70 anos da famosa marchinha, Antônio Cândido, marcando os 100 anos de nascimento do sociólogo, Homem de Lata, Drácula, Danette (melhor baranga de 2017), médicos de Poços do início do século 20, em referência à época da gripe espanhola, Cordão do Bola Preta, homenageando o centenário do primeiro bloco de rua carioca, e Poços de Caldas na época do império.
Grupos participantes 
– Grupo de Teatro Trancos e Barrancos (Luiz Munhoz e Thiago Tomaz) –  Baranga da Charanga e seu irmão Danoninho
– Piquiliqui Produções Eventos Culturais (Lilian Franco e Adriano Franco) – Sucessos de terror no cinema, personagem “It, a coisa”
– Companhia de Teatro Montéchios e Capuletos (Felipe Campos e Luiza Lopes) – Coração Corintiano (50 anos da marchinha)
– Companhia de Teatro Monteiros e Lobatos (Juliane Gaspar e Guilherme Alves Pereira) – Tarzan e Chiquita Bacana (centenário do filme e 70 anos da marchinha)
– Dell’Arte Produções Artísticas (Leandro Campos e Bruna Caroline Vilela) – Cassinos de Poços
– Grupo de Teatro Força Livre (Soraia Elizabeth, Thamires Yasmin, Ricardo Nascimento) – O Circo
– Grupo de Teatro Magia (Deborah Soares e Thalison Melo) – Chica da Silva
– Grupo Teatral Bem-Me-Quer (Jacque Ferrari e Gui Guerriero) – Ciganos
– Grupo de Teatro Arte Expressão (Luana Ribeiro e Igor Dionizio) – Reino das águas claras
– Cia De Parolis de Teatro (Rose De Parolis, Lucas Marques e Thiago De Parolis) – Centenário do Filme O Pássaro Azul (Fada Berylune e Fada Luz) (também, montagem da peça em 2018)
– Cia Vacivu (Daniel Viana e Edio Silva Netto) – Onde está Wally?
– Cia. Beira Corpo (Raquel Zangiacomi, Luiz Fernando Gonçalves e Fernanda Franz) – Coraline
– The Power Dance (Régis Reis, Matheus Bruno Reis e Philipe Reis) – Cem anos da música Tristeza do Jeca
– Máscaras Vivas (Elisangela Virga, Rosimeire de Oliveira e Grace Souza) – Deusas Nórdicas – As guardiãs do destino
– Toque de Vida (Rose Torraca e Fábio Freitas) – Insanos (mas louco é quem me diz que não é feliz)
– Cachorroloco Produções (Gabriel Sollano, Felipe Konatu e Bruna Marques) – Musicais da Broadway
– Trupe de Ruah (Ivan Soares e Clisthenis Betti) – “Bastião” guerreiro, palhaço e protetor. Personagem cômico da folia de reis.
– Cia Naativa de Teatro (Dema Mello, Isabella Rocha e Guilherme Fonseca) – Homenagem às empregadas domésticas, com as personagens “empregadas malucas”
– Equílibrius Artes (Thelma Regina Azevedo, Lucia Reis e Kika de Souza) – Elementais da natureza
– Banda Master Show – Miguel Brito (Miguelzinho)
– Anésio Avelar – Coordenação Charanga
– Carregadores de bonecos – George Marlon Gonçalves, Igor Christiano Reis, João Batista Silva, Marcos Paulo Prudenciano, Diego Manoel Reis, Francisco Carlos Sartoris Junior (Kenny Willian), Weverton Roque e Vinícius Reis.
 

Veja também